CARNAVAL SP 2012 – Sambas-Enredos – (Águia de Ouro, Mocidade Alegre, Rosas de Ouro, Tom Maior e X9 paulistana)

Águia de Ouro

Letra do Samba

 

Águia de Ouro eterna paixão
O tesouro que guardo no meu coração
No swing da Pompéia eu vou
Na Tropicália da paz e do amor

Brasil, oh pátria amada
Terra abençoada de encantos mil
Sua natureza é divinal
Paraíso de beleza Tropical
A Beira Mar a Bossa Nova Nasceu
Guitarras a tocar, como inspiração
Pra jovem guarda e o rock em apogeu (apogeu)
Com Caetano e Gil, a Tropicália Surgiu
Em liberdade de expressão
“Caminhando contra o Vento”
Ao novo tempo sem repressão

No ar, ecoam notas musicais
Pra eternizar, grandes festivais
E os talentos, o povo consagrou
E a musica embalou

Sucesso no cinema
Terra em transe na tela
A arte a moda em poema
No teatro, “o rei da vela”
Bate tambor no iê iê iê pro povo balançar
O caldeirão a ferver de cultura popular
A nave louca partiu a dor foi demais
Na luta os seus ideais (Ideais)
Mas, Chacrinha tropicalista imortal
Recebe os novos baianos no Planeta Carnaval

 

Mocidade Alegre

Letra do Samba

O rufar do tambor vai ecoar
Tenho sangue guerreiro, sou Mocidade!
A luz de Ifá vai me guiar
Ojuobá espalha axé, felicidade!

Kaô kabecile
Kaô, meu Pai Xangô!
Ouça o clamor de Ojuobá
É fogo! É trovão! É justiça!
E assim, cruzando o mar de Yemanjá
Aponta o seu oxé a nos guiar
Raiou o sol da liberdade a quebrar correntes
E nessa terra o negro vence
Com a proteção do rei de Oyó
Contra o preconceito ao seu povo
Conduz a mão que escreve um mundo novo

No Pelô… Salve a Bahia de São Salvador
Eu vou à capoeira, meu amor
Morada dos milagres, devoção e fé
Um grito de igualdade… Axé!

É magia…
Na mistura de raças surgiu
A pele morena, linda é a cor do Brasil
Na crença, um traço cultural
E pelas ruas o povo a cantar
É arte popular que faz emocionar, o Afoxé a embalar
No Ylê a sua luz brilhou
A mão de Mãe Senhora o consagrou
Eternizado, é coroado Obá de Xangô
Jorge… Orgulho da nação
Amado… Em cada coração
Feliz, o povo canta em oração!

 

 

 

Rosas de Ouro

Letra do Samba

O vento sopra magia,
Vem viajar na imaginação.
Era uma vez, um reino abençoado
Onde imperava a igualdade,
Justiça e liberdade.
Em seus jardins, brotava a mais bela flor
E a rosa encantada, o lindo cenário enfeitou.
Às margens de um rio, o esplendor de um brasão
É meu orgulho, minha tradição
Sou mais um guerreiro nessa multidão.

As damas da corte num doce bailar,
Exuberância sem igual.
Ao som de violinos
Um grande cortejo real.

Hei de lutar por minha bandeira
E defender meu ideal,
Mas a tirania trouxe a invasão
Na luta do bem contra o mal.
Buscando a felicidade,
A esperança cruzou o mar
E no Brasil, um ser de luz nasceu para brilhar
Um lindo conto assim se fez,  JUSTUS o menino rei
Hoje… a sua história é inspiração,
Vou coroar essa conquista
Honrando as cores do meu pavilhão

É mais que um caso de amor
Rosas de ouro, razão do meu viver.
Trazendo a Hungria no coração
E o sonho de ser campeão!

 

 

 

Tom Maior

Letra do Samba

 

Vem nessa amor… vermelho e amarelo
Sumaré chegou!
a nossa bateria hoje vai dar um show
é sensação, vai te levar
na proteção de um exército celestial
arcanjos da corte divina
tocando o seu coração, mais amor violência não
a luta da natureza pra não sucumbir
chega de ambição de poluir, isso não pode se profetizar
e a paz que eu sempre sonhei não pode acabar

É tempo de mudar, somos todos irmãos
e de mãos dadas vamos juntos nessa união
fazer o bem, sem distinção, por onde for…
paz e amor

A esperança de um novo amanhecer
é a criança, abençoado ser
se cuidarmos bem dará bom fruto
cidadão de fé, fraterno e justo
de boa vontade, feito poucos
que sempre lutaram pelos outros
estrela, no céu a brilhar
o samba não te esquecerá
linda trajetória, de sonhos e glórias
um “Marko” em nossa história

Vai clarear chegou a emoção
vai levantar poeira do chão refrão
em Tom Maior vou conquistar seu coração

 

 

 

X-9 Paulistana

Letra do Samba

Sou X-9 guerreira, levanto a bandeira
dessa gente varonil
trazendo pros braços do povo
o coração do Brasil

No ar, o cheiro da arte
herança moderna, é cultura popular
meu rally desbravando os sertões
rumo a “terras sagradas”
progresso, aventura e emoções
lá vou eu nessa jornada
Brasil, abençoado pelo astro-rei cenário de contrastes e magia
reluz o verde das matas
no céu, lindas serenatas
a fauna e a flora em harmonia
salve o nosso chão de cada dia

Sou mestiço, brasileiro
sertanejo, sim senhor!
ao som da viola, te faço sambar
meu amor!

Festeiro esse povo canta e agiganta meu país
tem bumba-meu-boi, bumbá
tem festa de Reis, obá
é tão divino meu maracatu
poeira, poeira

Nessa viagem, diversas linguagens
folclore e tradições
Brasil solidário, missão social
o meio ambiente é fundamental
chegou a hora da largada
além do horizonte encontrar
a consagração e o orgulho de ser campeão

 

1 comentário Adicione o seu

  1. ai que povo indiota e besta

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s