Depois de perder um título certo em 2011, a Tijuca volta a ser a campeoníssima do Carnaval carioca. Foi um desfile perfeito, sem sustos, com um samba gostoso de se ouvir e um enredo recheado de homenagens ao Centenário de Luiz Gonzaga. Foi mais um desfile cheio de surpresas, característica marcante de Paulo Barros, o carnavalesco que não teve medo de ousar, tornando um enredo biográfico, em algo novo e encantador. Comissão de Frente, Alegorias Humanas e alas coreografadas, novamente, o destaque do desfile tijucano. Teve baião na Sapucaí e todo o país viu a realeza tijucana ser coroada a melhor mais uma vez.  O Pavão estava lindo e mereceu ser a grande campeã.