Logo Novo Mundo

 

Na China, Yang Tae vai para sua viagem. Ieranov passava pelos aposentos, quando ouviu o choro de Shu. Sem pensar, abriu a porta, e ao ver Shu chorando, foi enxugar as lágrimas da rainha, que aclamava sair daquela vida. No instinto, Sarpan deu um beijo em Shu e ela correspondeu, e ali mesmo no quarto do rei, eles se amaram, levo muito a sério a palavra “amar”.

Após o jogo em que o Condado Mexicano venceu a Mandélia, Harrinson X e Tbamba I selaram o acordo econômico entre os dois países. Depois disso, eles visitaram os outros reinos. Enquanto Harrinson X pensava em seu país, sua mulher, a rainha Ashley traía ele com todos, desde o vizinho à funcionários do rei, deixar uma mulher ninfomaníaca sozinha é pedir chifre, além disso, eles não “funrufam” há algum tempo. Enquanto isso, a princesa Lindsay morria de amores por Drack e Ray chegava a Sul-América para negociar os conflitos.

Em Poseidon, Mick Knight parti de volta para os EUA, enquanto isso Ulanova na reunião dos líderes começa a plantar a semente do mal contra o atual líder oceânico. E ela começa a criar uma certa imagem de líder diante o povo de algumas ilhas. Knight chega aos EUA e logo vai visitar a rainha, matar as saudades. Mas quando eles começam a se roçar no sofá, Lindsay chega do colégio e ver a cena.

Ray chega a Sul-América, Júlio Sales leva o príncipe americano até a rainha Carolina II. Júlio anuncia Ray, Carolina II aparece e Ray se apaixona a primeira vista pela rainha. Quando ela se aproxima, o príncipe tem um “mini-troço”, Júlio e Carolina II ficam se  olhando  e se perguntando o que fariam.

Yang Tae chega a Poseidon, enquanto Sarpan e Shu terminam de fazer amor, e logo após isso, começam a tramar um modo de derrubar Tae do cargo. Shu diz que a morte de Tae é a única maneira. Quando ela termina de falar, o general supremo do exército e irmão do rei, entra e pega Sarpan e Shu no flagra. Mais um flagra, senhores!

 

Este capítulo já tá grande, continuamos no próximo!