O Novo Mundo – Capítulo 26

Logo Novo Mundo

 

Em Poseidon, após as denúncias, Ulanova é presa. Mas Tdua exige que Ulanova seja liberada da pena, pois se não fosse ela ter dedurado o esquema, ninguém saberia deste. Enquanto isso, Mapua, preso, ficou indignado com sua ex-parceira e prometeu vingança ao sair de lá. Após ser liberada, Ulanova foi convidada a fazer parte da equipe de governo de Tdua. A intenção de Tdua não era mais só política … safadenho!

 

Na União Asiática, Kaira teve a difícil missão de avisar ao congresso e ao povo, que a administração de Mélendez, que de vera, era de Knight, havia deixado um rombo absurdo nas contas da União. A Dívida chegava a ponto de ser necessário vender o país para outra nação. Mas pela constituição, o governo pode “roubar” Knight, ou seja, como suas posses, na Ásia, havia sido conquistada roubando o governo, o governo tomou tudo para si. Mas os gastos de Meléndez com drogas, bebidas alcoólicas e prostitutas ainda deixavam o país no vermelho. E o pior que todos os aliados de Kaira estavam em guerra.

 

Na parte em que a guerra tomava proporções épicas, Sarpan, Shu e Michael chegavam em Istanbul, onde o presidente turco levou-os até a Mongólia, onde aí sim, eles entrariam em combate com o exército de Kim. Enquanto isso, na China, Mo seduz um guarda e consegue escapar da prisão, após apagar o guarda com um golpe de Muay Thai. Então, Mo partiu para Pequim, ela queria enfrentar seu tio de frente. Esse, por sua vez, era um gênio na tática de guerra, e após sucessivas derrotas nos territórios da Indo-China, o exército vermelho russo foi destruído na batalha chamada de Batalha do rei, que ocorreu em Hanói. Após receber a notícia Vladmir resolveu pedir ajuda internacional, no caso, da União Neo-Soviética. Alexsander D’Túlio reuniu o congresso para debater o assunto, e ficou acertado que só dependeria da resposta do Marechal Júlio Sales. Enquanto isso, Kim sofria derrotas, que ele próprio não entendia,para os exércitos árabe, de Abi Niah, e africano, de Tbamba I. Como esses soldados podem ser melhores que o meu? – Dizia Kim. E de forma inacreditável, o exército africano venceu, de forma humilhante, o exército branco de Kim, que necessitou desistir da região, por excessos de derrotas. Esta batalha ficou conhecida como Batalha da Liberdade, que aconteceu em Cabul. E o exército árabe também, no mesmo dia, garantiu a vitória definitiva no Paquistão, na batalha de Islamabad. Após o fim da guerra, Tbamba I e todos que lutaram pelo exército africano na guerra, que eles não tinham nada haver, mas que somaram forças contra Kim na região, foram condecorado por Abi Niah e pelo povo árabe como heróis. A noite da condecoração ficou uma noite de festa em Riad, capital da República Árabe-Turca. Naquela mesma noite, Afeganistão e Paquistão foram anexados ao território árabe e mais festa nessas duas nações.

 

O que Kim não sabia, é que não havia se livrado dos africanos e árabes, que agora estão ao lado dos povos da Ásia e da Rússia e dos chineses contra o império opressor iniciado por seu irmão e que atingiu o ápice de tirania em seu curto mandato. Sarpan, Shu e Michael chegaram em Ulan Bator. Agora a guerra ia começar de verdade.

 

 Próximo capítulo continuamos com esta saga.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.