Retrato

 

Assim não dá,

assim não conseguirei viver.

Um retrato simples

pode quebrar tão forte com meus pés.

 

 

Posso ter mil amores,

mas o amor que queria jamais terei.

Sei, que isso não queria escrever,

e que se lerem isso, lá virão as piadas.

 

 

 

Mas juro que tudo já tentei fazer,

já vesti a fantasia,

coloquei a máscara

mas ao ver esta foto não consigo disfarçar.

 

 

Me perco diante tal coisa que não sei o que é,

porque será que é tão difícil te esquecer,

e quando acho que esqueci,

me mente me “trolla” e eu volto a te lembrar?

 

 

 

Faço esses versos para  desabafar,

o que no meu coração está a acumular.

Não posso me confundi,

dessa árvore não cairá uma figueira.

 

 

 

Preciso seguir minha vida

e olhar este retrato e lembrar como passado,

um passado que me trás alegria,

mas é um passado.

 

 

Sei que a dona deste retrato

jamais saberá o que senti por ela,

pois jamais disse e jamais direi,

pois o que passou já foi.

 

 

Mas digo que se não foi a mais forte,

foi a coisa mais louca que senti,

pois não tinha motivo para isso sentir

e isso senti.

 

 

E se essa foto ainda me faz perder o nexo,

a culpa é deste blog que mexeu com o keto,

e me fez perder o pouco juízo que tinha

e aquela campanha bonitinha que minha vida mudou.

 

 

Se esta foto não apagará da galeria do blog,

preciso apagar de um lugar bem mais sinistroso,

e congelar no fundo dos arquivos do “heart”,

para conseguir dá passagem à novos amores.

 

 

 

Certo, decreto aqui o fim de um amor,

que nunca deveria ter nascido

e que só nasceu de gaiato,

pois reside em um só retrato.

 

 

 

Fecho os olhos e prometo pra esta foto

não mais olhar

e meu coração procurar um novo amar,

fica dito.

 

 

 

Sei que a dona desta foto não sente o mesmo,

nunca sentiu e jamais sentirá

e tomara que não sinta,

pois aqui fecho esta história.

 

 

 

Última vez que posto este retrato

e se eu postar de novo, me deem uma voadora,

um tapa na cara, uma rasteira, mas não me deixem isso fazer,

porque esta guria preciso esquecer.

 

 

 

Eu mereço nenhum sentimento dela,

porque por estes nunca lutei

e quando tinha que falar calei,

passa para a última estrofe.

 

 

 

Chega de sofrer,

a novela encerra aqui

com um final feliz para ambos os lados

e viva o fim! Gracias!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s