Reliquia Possessiva

 

Aquela liseira sem fim, me fez ganhar um celular do meio da década passada de meu pai. Esse celular era simples, e não conseguia receber ou fazer ligação, e só me restava ‘aloprar’ nos SMS. Eu gostava dele, era simples, mas ele tinha algo estranho, mas pouco importava, o que valia era que ele é perfeito para mim naquele momento. 

Um certo dia, saindo da casa de uma amiga minha, dois marginais me assaltam e roubam o celular. Mas aí que viria a coisa mais estranha da minha vida – No dia seguinte ao assalto, o celular estava no meu quarto. Quando liguei a tv, tentava mudar de canal e não conseguia, e no canal que estava só falava da morte dos tais marginais. Foi tenso! Não entendia o que acontecia. Quando me aproximei do celular, tinha uma mensagem escrita em sua tela – VC E MEU! – Comecei a ficar com mais medo ainda., mas logo apagou, então pensei: “Ou to surtando, ou … MEU DEUS!”

E isso é só o começo! Oo