Tentei desmistificar o mistificado,

recomeçar o acabado.

Acabei lascado

e com o braço quebrado.

 

Despertei os sonhos

e os sonhos me acordaram.

Arriegua!

O que to fazendo mesmo?

 

Versos que não se combinam

palavras que disfarçam

as estrofes enganosas.

 

O que escrever então?

O que libertar? NADA!

Vou escrevendo até onde puder.