É Verde O Sangue Que Corre Nas Veias – Capítulo 5

Giovanni seria solto, só por ser filho de um influente casal carioca. Mas ainda deu tempo dele ver vários ‘companheiros’ irem para um lugar  de onde eles nunca mais voltariam. Sem querer ser o ‘favorecido’, o Giovanni seguiu no Rio, se distanciou do Palmeiras e de sua mulher para tentar salvar o Brasil.

 Logo É Verde o Sangue Que Corre Nas Veias

Em quase todas as marchas, Giovanni estava. Do Rio, lutando contra os militares, Giovanni viu o Palmeiras conquistar dois títulos nacionais em um único ano. Isso mesmo, em 1967, o Palmeiras foi campeão Brasileiro duas vezes, ganhando a Taça Brasil e o Robertão. Mas apesar de louco de paixão pelo Palmeiras, não podia de deixar de lutar por um Brasil melhor. Seguiria no Rio, até que recebeu uma notícia terrível. Sua mulher Carolina e seu filho estavam mortos, foram executados por não contarem a polícia onde estava Giovanni. Naquele mesmo dia, o Palmeiras perderia a Libertadores para o Estudiantes, e o AI-5 estava no auge.

 

Ainda desolado, estirado na areia da praia do Leme, Giovanni queria entender porque a vida era tão cruel com ele. Sua mãe, sua mulher, seu filho e quase seu time de futebol … porque tanta truculência! A ditadura estava suja de sangue, e o apoio americano fortalecia a máquina do governo militar. Nenhum lado jogava limpo, Giovanni acabaria indo ser asilado na Itália, onde seus pais ricos o mandariam para não ser morto.

 

Em Turim, Giovanni conheceria uma linda italiana. Giuliana era muito bela e 5 anos mais nova que ele. A loira tinha o mesmo ‘defeito’ que ele – era apaixonada por futebol – Só que pela Juventus de Turim. Os dois se envolveriam, se casariam e teriam 3 filhos em 5 anos. Quando nasceu o primeiro filho, chamado de Prestes, o Palmeiras ganhou o seu quinto título brasileiro, com a academia. E quando nasceu a segunda, chamada de Ana Flávia, o Palmeiras venceria o sexto campeonato, em 1973. O casal continuaria morando na Itália até 1978, quando a anistia pintara no Brasil. Giovanni volta ao Brasil e trás com ele, Ana Flávia. Prestes moraria com a mãe na Itália. Naquele ano, o Palmeiras perderia o Brasileirão pro Guarani, e o casamento de Giovanni e Giuliana acabara. Mas o foco de Giovanni agora era salvar o Brasil da ditadura, com sua filhinha de 5 anos sendo o xodó de Seu Germano e da Dona Maria, os pais adotivos de Giovanni. O tempo passa, mas muita coisa viria.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.