Embriagado de Amor e Sofrência

embriagado

Eu me apoio
em tal sentimento
só para negar
um real desejo

Na verdade, qual é o desejo?
O que sinto mesmo?
Eu nao me entendo, cumpadi!
É verdade que eu quero ela?

To me perdendo nesta história
ou só estou muito bebado?
É louco se perder
em tantas histórias sem nexo.

Oh, garçom!
Traz mais uma ‘cerva’ gelada!
Preciso esquecer aquela condenada
para quem entreguei o coração!

Um comentário sobre “Embriagado de Amor e Sofrência

  1. Quantos, quantas, quando?

    E quantas vezes já tentei te esquecer, sem ter do que lembrar! E quantas vezes te abracei apertado, no meu próprio abraço! Quantos beijos te dei, beijando outros lábios! Quantos sorrisos eu vi, de olhos fechados! Quantos sonhos acordados! Quantas vezes você é, sem nunca ter sido! Quantos, quantas, quando?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.