Voltamos a falar de manipulação de resultado em solo italiano. Leia a matéria do site Terra sobre a compra de jogos do Catania com objetivo de não cair a Lega Pro (equivalnte a 3ª divisão italiana). Foram 5 partidas, nos últimos jogos da Lega Série B.

Catania
Catania

O presidente do Catania, Antonio Pulvirenti, confessou nesta segunda-feira ter comprado o resultado de cinco jogos da Série B do Campeonato Italiano, por 100 mil euros (R$ 348 mil) cada, com a intenção de salvar o clube do rebaixamento à terceira divisão do país.

A revelação foi feita pelo promotor de Catania, Giovani Salvi, após o término do interrogatório do presidente realizado nesta segunda-feira, no tribunal da cidade siciliana. Também prestou depoimento o executivo-chefe do clube, Pablo Consentino.

“Antonio Pulvirenti confirmou ter comprado os jogos a partir do confronto contra o Varese, tendo pagado 100 mil euros por cada um”, indicou Salvi.

Segundo o promotor, o dirigente afirmou que a compra dos jogos teve como objetivo apenas salvar o time do rebaixamento e não há relação com apostas esportivas.

Além do duelo contra o Varese, Pulvirenti confessou ter manipulado os resultados contra Trapani, Latina, Ternana e Livorno. O Catania venceu quatro dos cinco jogos e empatou um. A equipe terminou a competição na 15ª posição, com 49 pontos, dois acima do último time rebaixado.

Na última terça-feira, a polícia da Itália prendeu o presidente, o executivo-chefe do clube e outras cinco pessoas acusadas de ter comprado as partidas da Série B para evitar o rebaixamento.

Os outros detidos são o ex-diretor esportivo do Catania, Daniele Delli Carri, e os agentes Giovanni Impellizzeri, Piero Di Luzio, Fabrizio Milozzi e Fernando Arbotti.

FONTE: TERRA