No palácio de Boraiev, Ashley sentia seu poder aflorar por completo. Ashley era bisneta do caso entre Salimeni e Boraiev, porém Salimeni ficou boazinha e sua filha, como já sabem, trocou a eternidade na escuridão pela mortalidade na felicidade plena. Boraiev mostrou para Ashley que sua avó havia perdido todo aquele poder. Ele ainda falou da crise que viveu quando foi para Maracanaú, terra sagrada dos vampiros, não havia desistido de lá, mas foi proibido de voltar ao seu reino. Ashley sabia que poderia reconquistar tudo, toda a mabição que a loirinha sempre teve estava respondida de onde vinha. Com a beleza daquela ‘vampirinha’, Boraiev sabia que poderia ter vários escravos.

Em outro palácio romeno, Zé Rodrigues sabia a ‘burrice’ que Charles fez. Ele sabia que havia alguém muito poderoso em forma humana pelas bandas dos EUA, só não sabia que se tratava da bisneta de Boraiev. Zé sabia que Boraiev não era nenhum santo, para começar, ele fez de tudo para se tornar um Boraiev, ele era um Traiev (leia em O Retorno de Boraiev). Agora a guerra seria feia e a conquista de escravos seria importantíssima. Raquel era princesa, mas depois da mancada “sexual” de Charles, era impossível mantê-lo como alguém importante do exército que eles formariam para a guerra pré-anunciada. Sabendo que Raquel não suportaria perder o amigo, Zé Rodrigues tratou de eliminá-lo da maneira mais cruel, para testar a princesa, que ela sugasse o resto de vida que ele possuía. Raquel não queria fazer aquilo, mas sabia que se ela não fizesse, ele, Zé, faria. Charles tentou fugir, mas era impossível fugir de uma princesa legítima. Raquel sugou o resto de vida de seu amigo e logo depois caiu em prantos. Seu choro demonstrava algo que poderia ser útil na luta contra um Boraiev, ela tinha um pouquinho, assim bem pouquinho de bondade no coração. Zé nao consolou a princesa, só disse que fez aquilo para se salvar também. Raquel fico desolada quando viu seu melhor amigo se desmanchar em pó e deixar somente o amuleto em suas mãos. O que acontecerá agora?