Kameni disse: “CR7, acá no!”. Em busca de seu gol 500, CR7 não conseguiu balançar as redes do Malaga no Santiago Bernabeu. O pior para a torcida merengue é que nenhum jogador do Real também não. Apesar de jogar parte do segundo tempo com um à mais, os “galáticos” não conseguiram ultrapassar a barreira defensiva do time da Andaluzia, e quando conseguia, os próprios pecavam na finalização. O número de gols perdidos foi algo incrível! Dava a entender foi que o Real ‘mangou’ tanto do Barça, que acabou repetindo a atuação do rival. O Real jogou com muita vontade, bastante vontade, mas a vontade se excedia no momento ‘h’ e surtia no efeito reverso, ou seja, na perca dos gols. Com o resultado, o Real viu o Barcelona o ultrapassar e a liderança sair de suas mãos.