Triste Ilusão de Dexaketo

Vida…
Ela que já foi minha amiga,
Hoje me faz sofrer,
Com seus dogmas e tabus
Que me faz doer diante a realidade.
 
 
Sei que to só começando,
Mas ao me ver sem saída,
Não tento derrubar as paredes,
Mas me esmoreço e perco a força.
 
 
Há algum tempo,
Minhas vontades não são realizáveis,
Meus sonhos são farsas …
Tristes ilusões de Dexaketo!
 
 
Não sei me inserir na minha geração,
Não gosto de ouvir Wesley Safadão,
Não sou da farra e nem da garra,
Não sei trabalhar e nem dormir.
 
 
A vida me pede atitude,
Mas que tipo de atitude,
É necessária para sair do buraco,
Sem sacrificar o que mais almejo?
 
 
Não estou a reclamar da vida,
Só estou a confessar minhas feridas,
Expôr que o que mais acreditava
É utopia nesse mundo de covardia e maldade.
 
 
Não sou poeta,
Não sou o Che Guevara do Pirambu,
Sou um pobre blogueiro,
De que tão pobre não ver saída
Para sua tristeza
Que vai muito além do que se pode definir.
 
 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s