O Milagre da Palavra Impeachment

O milagre do Impeachment acontece novamente no governo Dilma. Após ver seus dias serem contados para uma provável queda na câmara, Dilma falou em reforma agrária e luta a favor do meio ambiente. A primeira medida foi de proteção ao Rio Tapajós e a outra de criar novos assentamentos para sem terras.

A ironia começa quando a própria Dilma assinou as obras de Belo Monte, principal responsável pela diminuição da vazão do mesmo rio. Além disso, a mesma não ligou para quilombolas e indígenas, quando fazendeiros tomaram terras destes em 2013. Para os Sem Terra, lembremos que Katia Abreu, ministra da Agricultura de Dilma é uma das principais latifundiárias do país, e que Dilma Rousseff, em seu mandato, assentou menos sem terras que FHC.

A palavra “impeachment” fez Dilma anunciar em Outubro de 2015, que cortaria ministérios e secretarias, além de cortar seu salário e de Temer, algo que não ocorreu na prática. Agora quando a “porca torce” mais uma vez, novas medidas são tomadas. O problema é saber se estas se tornarão reais ou não.

Fica uma opinião, se Dilma continuar, será importante ela continuar ouvindo a palavra “impeachment”, quem sabe ela siga com medidas assim, ao invés, das medidas inversas que ela tomou em grande parte do seu governo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s