Triste Solidão (Entre o Lençol e o Travesseiro)

O que hei de fazer
Nessa noite quente e úmida,
Sem teu corpo a abraçar,
Sem me deleitar de teu fúlgido olhar,
Ofuscante e conquistador?

O que comemorarei
Em meio a solidão
De está somente
Com o travesseiro e o lençol?
Oh, triste noite de segunda-feira!
Que se vá logo
E traga meu amor
Cheia de amor e beijos,
Afim de apaixonar-me!

Oh, nobre desejo,
De te-la em meus braços
De faze-la feliz,
Como uma criança com seu brinquedo novo.

Oh, noite cruel e malvada!
Faça-me sonhar com ela
E assim saciar minha necessidade
De ver aquele doce sorriso.

Fecho a poesia,
Antes que caía mais uma lágrima,
De saudade e lamentação,
Por não está com ela aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s