O sol nasce ali longe

tão longe que não dá para tocar.

A lua tá ali distante,

esperando seu momento

para brilhar!

 

O sol esquenta a pele,

do mesmo jeito que você me esquenta ao me beijar.

Eu to com saudade de você,

mas o destino está a arengar.

 

A poesia não tem lógica,

são palavras soltas

que resolveram se “amostrar” …

para  que este blog você pudesse notar.

 

É um pouco mais que 16 horas

e a criatividade parece ter voltado,

mas a preguiça é maior que a vontade de escrever

e a poesia acaba aqui.