Uma Nobre Poesia de Desculpa

Oh, minha querida!

Sei que não sou perfeito,

Sei que não aprendi a te amar,

Sei que sou um menino levado

que insiste em machucar teu coração,

mas … não desiste de mim!

 

Sei que até a lua desistiu do sol

e por isso veio namorar a Terra,

mas por favor,

Insista em mim!

 

 

Eu sei que posso te fazer feliz,

Sei que teu coração me ama,

que tua razão me odeia,

mas saiba que farei tudo

para fazer o teu coração dizer pra tua razão:

“Viu, bem que te disse!”

 

 

Não deixemos nosso amor acabar

por uma algumas bobagens ou vacilos.

Todos somos passíveis a erros

e se errei, foi tentando te agradar.

Que nenhuma lágrima caía de nossos olhos,

que nosso amor seja feito arco-iris,

que surja após uma grande tempestade.

Que ele seja iguais as enormes árvores amazônicas,

que surgem como pequenos brotos,

sensíveis e vulneráveis ao mundo,

mas que ano após ano,

se tornam fortes, robustas e lindas.

 

Te quero, amor!

Te quero até o último dia que me querer!

Me perdoa

e vem ser feliz.

 


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s