José Padilha manda a real sobre o Brasil.

 

Entrevistamos José Padilha, diretor de um dos mais polêmicos e aclamados filmes do cinema nacional, Tropa de Elite. Direto de Los Angeles, Califórnia, Padilha revela que resolveu deixar o Brasil depois de sofrer uma tentativa de sequestro e fala sobre segurança pública: “Antes de ocupar a favela, você tem que ocupar o batalhão de polícia”.

O cineasta conta ainda das dificuldades que enfrentou ao dirigir, em Hollywood, o remake do filme Robocop. E relembra o dia em que deu uma batida na casa do músico Gilberto Gil, então ministro da Cultura, pra confiscar um DVD pirata: “Eu fui pra zoar. Ministro da Cultura que vê filme pirata tem que sacanear”.

FONTE: TRIP TV

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s