“O CHORO DO CAPITÃO”: NOTAS SOBRE PERFORMATIVIDADES DE GÊNERO E MASCULINIDADES NO FUTEBOL PROFISSIONAL

Resumo

 

Este artigo tem como objetivo analisar as construções discursivas midiáticas na web sobre as condutas e o “choro emocionado” do capitão da seleção brasileira masculina de futebol, Thiago Silva, no jogo da Copa do Mundo FIFA 2014 entre Brasil e Chile. Para tal, selecionamos reportagens e comentários de internautas em dois sites esportivos nacionais de elevada audiência no período do evento. As interpretações foram realizadas com base na técnica de análise de conteúdo e aportadas em referenciais dos estudos de gênero e masculinidades pós-estruturalistas. As condutas do atleta na mídia foram associadas a processos de “descontrole” e “despreparo” psicológico, materializados no choro, resultando na “inadequação” à posição de capitão, com consequente perda de status e poder. Os discursos ancoram-se nos processos de normalização das masculinidades e da naturalização de ideais viris e heteronormativos no futebol, em que o “controle” das emoções, a supressão do choro e a heterossexualidade ocupam centralidade.

 

CLIQUE AQUI E LEIA O ARTIGO COMPLETO

 

Autores: João Paulo Fernandes Soares, Ludmila Mourão, Igor Chagas Monteiro, Doiara Silva dos Santos

Revista: Movimento (UFRGS)

Qualis: A2

Ano: 2016

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s