Poesia do Cara que ao invés de dormir está escrevendo Poesia

São 3 e meia da manhã,

a geladeira está vazia,

a criatividade sobra

e daqui a pouco, é um novo dia.

 

O Sol não raiou,

mas o passarinho já cantou,

anunciando que já é hora de dormir

e não de escrever poesia.

 

Oh, meu Deus!

Quem diria!

Novamente dormiria,

quando ela despertaria!

 

 

Finjo ter o sono que não tenho,

para puder adormecer

e amanhecer,

com toda disposição.

 

Lá perto do pôr-do-sol,

o sono vem me abraçar.

Acho que estou no fuso errado,

ou sou um cabra novo descontrolado!

 

 

É garoto, agora é hora de repousar!

Daqui a pouco, nem conseguirá mais rimar!

Ande, vá logo para cama…

Sonhe com a menina que você ama!

 

Tá bom! Permito-me a uma estrofe,

para encerrar essa poesias com glamour.

Pronto, acho que já posso dormir:

“Boa Noite, Moun amour!”

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s