Cemparimbu – Capítulo 10 (2ª Fase dos Grandes Impérios)

CAPÍTULO ANTERIOR

Ximenez não aceitaria tão facilmente essa ação de seu irmão. De maneira negociável, passou a dominar as imensas ilhas de Cruz e Lón em Samami, além disso tentou reagir em Delon e avançou, em conjunto as tropas noimesas, pelo norte daquele reino.

Diferente de Calvo, apesar de ser um dominador nato, Ximenez não era tirano, apesar de avançar sobre os diversos territórios de Cemparimbu, manteve uma espécie de “independência” em cada área dominada, tanto que Kajeju era mais desenvolvida que Anathaxia.

No Norte de Noimo, Paolo Noimo é assassinado em uma terrível emboscada. O principal general xizano, Nestor Oliver, também foi assassinado, sem forças, o Norte de Noimo passa a ser dominado por Cê. Em Delon, as tropas cesanas conseguiram expulsar as tropas xizanas de seu território.

ce-vs-xiz-cemparimbu-dexaketo

Calvo e Ximenez já sem condições de comando, passam seus impérios a seus filhos. Xiz passa a ser governado por Antónia Ximenez, que era ainda mais branda que seu pai. Enquanto que Cê, passa a ser governado por Dionisio Calvo (perceberam? Calvo era tão egocêntrico que deu fim ao seu sobrenome. Ele era o começo da história.) que chegava a ser pior que seu pai na questão do egocentrismo.

 

Durante os reinos de Antónia e Dionisio, um longo período de 40 anos de “paz” ocorreu entre 111 e 151. Exatamente próximo ao fim dos reinados, as diversas mobilizações pela independência de Noimo fizeram com que a Guerra reacendesse.

2a-fase-dos-grandes-imperios-cemparimbu-dexaketo

 

Em 163, Antónia morreu e seu filho, Julio Ximenez assumiu o posto de Imperador. Sua primeira medida como novo comandante de Xiz foi espalhar que algumas regiões passariam a ser autônomas, caso Xiz conseguisse vencer Cê em seus territórios. Logo depois, pois em prática a tática de seu avô, e passou a ter controle do Mar Doce e do aeroporto de naves vinda da Terra.

 

Em 168, morre Dionísio. Cê se divide politicamente, pois pela lei de Calvo, quem assumiria seria Roy, que era o primeiro herdeiro homem do trono. Porém, Erika, por ser a primogênita, exigia que o cargo fosse dela. Ao saber dos problemas políticos de Cê, Júlio dobrou as tropas nas regiões de Noimo e Delon.

 

Em 35 de Ghiggia de 170, de maneira covarde, Roy assassina sua irmã e assume o posto de Imperador. Ao saberem do que havia ocorrido, os generais cesianos retiram suas tropas de Noimo e Delon, e são dão com derrotados para Xiz. O General Hugo De la Vecchia pede para que os xizanos não os prendam ou os mate, eles queriam em contra-partida a derrota, o retorno imediato a Calvânia, o que lhe fora permitido, desde que Cê reconhecesse a derrota  e a independência de Noimo e Delon, o que ocorreu.

 

O que aconteceria dali em diante? Próximo Capítulo!

Anúncios

Um comentário em “Cemparimbu – Capítulo 10 (2ª Fase dos Grandes Impérios)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s