Maldição do Amor Sem Fim

Se eu pudesse

arrancava meu coração do peito,

tirava teu nome dele

e viveria minha vida como quero.

 

Se eu pudesse

arrancava meu cérebro do crânio,

queimava as sinapses

que me fazem lembrar de ti.

 

Se eu pudesse

apagaria nossa história,

não deixaria viva uma memória,

de nada de bom (ou ruim) que tivemos.

 

Mas a vida continua,

viverei com esse amor no peito,

não farei ninguém sofrer por este

sofrerei por este, escondido, até morrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s