Apesar das Manifestações de hoje (31) ter tido uma adesão inferior a do dia 15, se mostrou forte, principalmente pelo fato de ter ocorrido, novamente, em todo o país. Além disso, se apresentou como uma proposta de início ao Abril de Paralisações, proposta pela CUT, que culminaria em uma Greve Geral proposta pela União de todas as Centrais Sindicais.

O Nordeste foi a região com maior adesão ao movimento, com destaque para a Cidade de Natal, onde teve a maior adesão. Na Avenida Paulista, a manifestação teve uma adesão próxima a Manifestação da MBL no último Domingo.

A Greve Geral convocada para hoje, se tornou apenas uma manifestação e um ensaio para o dia 28. As Centrais agora deverão convocar seus filiados e a população a participar do ato mais importante do ano contra as reformas trabalhistas anunciadas pelo Governo Temer. (Recordemos que Temer será julgado com Dilma pelo TSE, a partir da próxima Terça (04) pelas irregularidades na campanha de 2014, onde poderá sofrer a Cassação de seu mandato).

Parabéns aos envolvidos pelas Manifestações e a CUT pela convocação.