Quem será Presidente depois de Temer?

Como não podemos afirmar, se as eleições ocorrerão em 2018, já que Temer segue balançando, vários partidos já lançaram Pré-Candidatos a disputa, além de alguns que já possuem nome certo, porém ainda não anunciado. Vejam que concorrem a presidência de nosso país, no momento.

*Atenção: Esse post é um prognóstico, ou seja, pode ser que ocorram alterações relevantes até o momento das Eleições. Este é somente o atual quadro da disputa presidencial.

LULA (PT-PCdoB)

É o nome mais forte para sair a disputa presidencial pela chamada “Frente Popular Pelo Brasil” Lula já foi presidente por dois mandatos, e atualmente lidera as pesquisas de opinião. O grande questionamento se dá pelo fato dele está respondendo a 3 inquéritos no Lava-Jato, já como réu.

ALCKMIN (PSDB)

É o nome mais forte dos Tucanos. Apesar da ascensão de seu “pupilo político”, o prefeito de São Paulo, João Doria Jr, Alckmin ainda é o mais forte na disputa tucana, principalmente após as eleições municipais do ano passado. Alckmin já foi candidato em 2006, quando perdeu para Lula no 2º Turno. Além disso, foi governador de São Paulo por 4 mandatos, sendo 3 eleitos e 1 assumido após a morte de Mario Covas. Alckmin também já foi citado no Lava-Jato.

MARINA (REDE)

Apesar de está em um partido teoricamente fraco, principalmente por ser um partido novo, Marina corre por fora na disputa presidencial. Após ficar em 3º Lugar por duas oportunidades (2010 e 2014), Marina deverá tentar mais uma vez. Marina foi senadora por 2 mandatos, além de Ministra do Meio Ambiente no Governo Lula. Marina rompeu com o PT em 2009, quando viu o nome de Dilma ser imposto por Lula na disputa. Marina já foi candidata por PV e PSB. Marina foi citada no depoimento da Odebrecht no processo de cassação Dilma-Temer.

Ciro Gomes (PDT)

Nome certo na disputa, será a terceira tentativa de Ciro Gomes ao cargo de presidente. Ciro já foi ministro nos governos Franco, FHC e Lula. Tentou a presidência em 1998 e 2002, quando ficou no 1º Turno. Ciro pode ganhar o apoio de Lula, caso o candidato petista fique inelegível. Ciro já foi prefeito de Fortaleza, Governador do Ceará e Deputado Federal, mas nunca terminou um mandato.

Bolsonaro (PSC)

Principal representante da Direita mais a direita do país, Bolsonaro está no seu quarto mandato de Deputado Federal. Conhecido por suas polêmicas, Bolsonaro não é citado em nenhum caso de corrupção, mas responde a diversos inquéritos judiciais, principalmente, por atos homofóbicos e racistas. Recentemente, anunciou que irá acabar com as demarcações das terra indígenas e quilombolas, além de privatizar as Universidades Públicas.

TEMER (PMDB)

O atual presidente da República seria o único nome do PMDB, caso o partido lançasse candidato. Temer foi Deputado Federal por diversos mandatos e em 2 ocasiões foi presidente da Câmera. Vice de Dilma em seus dois mandatos, Temer assumiu após o processo de queda política do PT. Chamado de reformista por seus aliados, e de golpista, pela oposição, Temer já foi citado diversas vezes nas delações da operação Lava-Jato.

ALVARO DIAS (PV/”PODEMOS”)

Sua troca de partido no fim de 2015 (Do PSDB para o PV), foi motivada para ser o candidato do Partido Verde. Alvaro já foi governador do Paraná e atualmente é Senador Reeleito pelo mesmo estado. Ainda não teve seu nome citado no Lava-Jato. Pode ser uma opção a tucanos que não aprovam Alckmin.

CHICO ALENCAR (PSOL)

Com Freixo e Luciana Genro fora da disputa do partido pelo cargo, Chico Alencar é o principal nome deste para a presidência. Um dos deputados mais votados nas eleições passadas para Deputado Federal no Rio de Janeiro, e autor do requerimento que levou a cassação de Eduardo Cunha, Chico Alencar é uma opção a esquerda para quem não pretende votar em Lula. Não responde por nenhum inquérito.

ZÉ MARIA (PSTU)

Novamente candidato (já foi candidato em 1998, 2002, 2010 e 2014), Zé Maria é a principal liderança da esquerda-trotskista no país. PSTU foi o único partido a esquerda a apoiar o Impeachment de Dilma, por considerar o PT como um partido traidor do movimento esquerdista. O Partido sofreu um racha e perdeu muitos membros para o PSOL nesse episódio. É o candidato mais “radical”, já que é o único que fala em “Revolução Socialista” em caso de vitória.

OUTROS

José Maria Eymael (PSDC)

Levy Fidélix (PRTB)

Rui Costa Pimenta (PCO)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s