Cemparimbu – Capítulo 16 – O Fim da Era Ximenez

CAPÍTULO ANTERIOR

O Mundo de Cemparimbu estava há quase 2000 anos sob o controle de uma única família, os Ximenez. Xiz era o país que representava todo esse poder, o domínio em todos os aspectos dessa nação sobre as demais, somente se consolidou com o andar da história Cemparimbudiana. Em seu auge, Xiz e sua família real tinha domínio sobre todo o Sistema Solar e diversos Sistemas estrelares dentro da Via Láctea. Mas nos últimos anos, o poder de Xiz estava diminuindo e o país já tinha eleito um culpado para a decadência do poderio xizano, melhor, eleito uma culpada – a dinastia Ximenez.

Xiz via Cruz se tornar uma potência poderosa e inteligente, já que o país, em nenhum momento, desafiou Xiz, diferentemente do que Cê fez por centenas de anos. Quando os Xizanos viram o Imperador Vlad I assumir o poder, a dinastia Ximenez sabia que seus dias estavam contados. O povo passou a exigir a criação de um parlamento, e nem mesmo, o armamento pesado e as milhares de mortes, faziam as manifestações cessarem. Vlad I era detestado pelo povo, pois desde sua época de príncipe, era conhecido, pelo alto grau de corrupção. Os desvios em verbas destinadas ao exército e controle dos territórios em outros setores foram a gota d’água. Um exército popular invadiu o palácio real dos Ximenez e forçou a expulsão da família real de tal. A guarda real temente ao imperador desde o primeiro governo, se voltou contra os Ximenez. Vlad I foi assassinato e teve a cabeça enterrada longe do corpo.

No dia seguinte, o nosso herói da nação, o Supremo General Júlio de Levante proclamou a criação do Parlamento Xizano e a proclamação da República Xizana. Ele comandaria o país por 30 dias, e após o controle passaria aos eleitos pelo povo. E como dito, ocorreu. Em 41 de Pelé de 1915, Xiz elege Paolo Díaz, do Partido Indepiendente Republicano, como o primeiro presidente de Xiz após quase 2000 anos de Monarquia.

Xiz

Como primeiras respostas ao novo governo, Xiz recuperou o controle do Mar Doce, anexou algumas ilhas de Anathaxia em seu território, recuperou o controle da exploração de matérias-primas extraídas de planetas vizinhos. Ajudou Hasuna, Berria, Igolide e Rublos a se tornarem independentes, e assim, fechar acordo político com essas novas nações. Além disso, comprou territórios de Iti, e cedeu estes aos Ximenez, como forma de gratidão por tudo que a família Ximenez havia conquistado no passado. Porém decretou que nenhum descendente de Vlad poderia tomar o controle de tal região. Assim foi feito, Rebeca I se tornou a primeira rainha de Ximênia. A maior dinastia da história de Cemparimbu se resumia a um pequeno país na Anathaxia.

 

No resto de Cemparimbu, as independências nacionais seguiam a todo vapor em Samami. Idago e Dumont surgem na Ilha de Cruz, a independência foi concedida afim de Cruz diminuir os gastos que possuíam com a região que lhe pertencia até então. Noimo, que já fora um país tão grande quanto o próprio continente Samami, agora se resumia um pequeno território ao Noroeste daquele Setor. Selle e Ymã conquistaram suas independências com lutas que duraram de 1815-1950, ou seja, mais de cem anos. em 1961, Grande Nam de Samami rompe de vez com Grande Nam de Caluka, inclusive proibindo negociações comerciais entre as duas nações, além disso, o governo alterou a bandeira nacional, com aprovação popular através de referendo. Em Anathaxia, Coryn e Anatália aproveitaram do enfraquecimento de Iti, a ponto de vender território a Xiz, para proclamarem sua independência.

Já os governos fracassados em Sanders, havia feito daquela próspera nação um vestígio raro de sua glória. Além de perder Lun em meados de 1946, Sanders ainda viu diversas ditaduras corruptas sugarem o dinheiro público e o estado do bem-estar social ir ao ralo. Em 1976, o Primeiro presidente eleito sem ampliar seu governo, desde a proclamação da república, Antônio Dionísio Torres, do partido Republicano da Liberdade, marca um recomeço na história de Sanders.

 

A forma de Torres governar chama a atenção do mundo, e novas mudanças estavam a vir a partir do final de 1976. Ainda naquele ano em Sanders, era criada a primeira liga de futebol profissional em Cemparimbu. O Campeonato Sandeiro de Futebol teve 20 clubes e o grande campeão foi o Ruano Esporte Clube, tendo o Ruanel, seu rival, como vice. Nos 5 anos seguintes, os dois times fariam as finais novamente, onde Ruano venceria 3 e o Ruanel, 2. Os países, que diferentemente da Terra, nunca havia dado trela para os esportes, começavam a rever seus conceitos.

Vejam como estava o mapa de Cemparimbu em 1976.

Cemparimbu 1880-1976 - Dexaketo

 

 

Anúncios

Um comentário sobre “Cemparimbu – Capítulo 16 – O Fim da Era Ximenez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s