O Tão Quão Se Pode Amar

É incontrolável o que estou sentido,

na verdade, aprendi o que é amar agora.

Nesse instante que te vi,

exatamente quando te conheci.

 

 

Teu olhar, teu jeito,

tua linda boca,

teu lindo e gostoso corpo,

tua essência como mulher.

 

 

Sim, descobri o amor

ao perceber que você existia

e que minha vida era um planeta

que girava em torno de teu sol.

 

 

Oh, minha amada!

Oh, minha morena!

És meu sonho encarnado

em corpo de mulher!

 

 

És tu, dádiva de meu destino,

paradoxo da minha racionalidade.

Meu eixo entre o bem e o mal,

a cura de minha alma.

 

 

Não me recordo

como era eu antes de você,

e nem ouso mais

tentar isso recordar.

 

 

Ah, como eu te amo!

Como te amarei por todos os dias.

És perfeitamente minha alegria,

em um mundo de desencanto.

 

 

Onde existir um pouquinho de ti,

existirá plena felicidade minha!

És tão grande meu amor

que és sempre inspiração de minha poesia!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s