Cemparimbu – Capítulo 19 – Última Revolução Nacionalista

Capítulo Anterior

Durante a revolução Socialista, um rebuliço Mundial ocorreu. No congresso Nacional de Nações, Alejandro Muñoz, Líder da Revolução Patriquenha, disse que reconhecia, naquele momento, os diversos países de Cemparimbu que ainda viviam sob conduta política de outras nações, e que a partir desse reconhecimento, não só dele, mas de líderes  de nações poderosas, como Xiz, Sanders, Cruz e Grande Nam de Caluka, que poderiam ser evitadas diversas guerras de independência que estavam por vir.

Como Alejandro era uma espécie de “guru” naquele momento histórico, Júlio Sales, presidente de Sanders, que era do Partido Socialista daquele país, imediatamente promoveu um referendo que definiria a questão de 3 províncias. Das 3 províncias, 2 conquistaram sua independência: Sampaio e Tupã. Mano Ingla perderia aquele referendo, mas sua independência ocorreria 100 anos depois, quando a população daquela província discordaria do “Parlamentarismo” aprovado pelo congresso sandeiro, e a partir daí, os movimentos se intensificaram e a independência ocorreu de maneira pacífica e tranquila.

Além das independências, diversas “Uniões” surgiram, ou seja, países que conquistaram sua independências, que se aliaram a outras regiões recém-independentes e formaram uma nova nação, como a União do Sul e a União Independente Sul-Lonesa (UISL). Em Caluka, países que já eram independentes formaram a União das Nações Socialistas (UNS).

Risbary teria o seu primeiro movimento de independência, aprovado por Grande Nam de Caluka. Após a independência do Setor, 8 países nasceram, sendo Tratsky, um país transferido, como no caso de Ximênia. Kam, uma das nações, propôs uma União, mas liderados por Tad-Wuaga, os outros países prefeririam permanecer independentes.

Lemont decretou a independência da Ilha de Tamil, o que deu origem a 4 países. Cruz também aceitou a independência da Ilha Três. Resgaren se emancipou de Grande Nam de Samami. Para terminar Samami, na ilha de Lón, surge Framber, Adunia, UISL e União do Sul, países que se emanciparam do país de Lón, Estados Lones Unidos e República Centrais Lones.

No setor de Anathaxia, diversos países surgiram. Países como Iti e Ximênia tiveram suas áreas reduzidas. Surgem 8 novos países.

No setor de Kajeju, surgem 8 novos países, com ênfase nas ilhas que conquistaram sua independência através de combates, únicos que necessitaram chegar “aos finalmente” naquele período histórico.

No setor de Delon, as independências nacionais “comeram” o território da República Democrática Delon. Além disso, o poder regional da RDD passou a ser dividida por Kleur, país que surgiria e seguia o modelo soviético com maior vigor, fazendo exceção ao governo de partido único, não aceito naquele país, que seguia multi-partidário. Outros 7 países, além de Kleur, surgiriam.

Em Caluka, Saturno chegou a deixar de existir, quando diversas regiões se emanciparam, porém o território de Samburskaya cedeu parte de seu território para os nacionalistas saturninos. 14 países surgem no maior setor de Cemparimbu. Além disso, Caxle se funde a Seadra, no antigo território Seadrino, devido a vitória dos anarquistas no antigo território Caxlense, surgindo a “Organizacion Nacional Anarquista” – O.N.A. Seria o segundo país anárquico de Cemparimbu, o primeiro foi Tupã, em Samami.

O novo quadro político mundial surgiu em um período de 40 anos (2088-2138), período em que a União Patriarca se tornou a principal referência Social de Cemparimbu. Porém, ao fim, desse período, os Sociais-Democratas surgem com força, o capitalismo ressurge, mas não “mata” o socialismo e nem o anarquismo. Xiz volta a ser capitalista e retoma o papel de protagonista naquele sistema social, que ficou sendo exercida por Cruz e Lemont durante a Revolução Socialista. A União Patriarca se tornou referência de um país utópico, o único a seguir com o sistema criado por lá. Sanders e Eremat se tornam referência do sistema misto. Kleur era a referência do comunismo. ONA e Tupã seguiram sendo os únicos países anárquicos. Veja como ficou Cemparimbu em 2140, dois anos após a total renovação global.

Cemparimbu Mapa Político Atual - Dexaketo

 

Anúncios

Um comentário em “Cemparimbu – Capítulo 19 – Última Revolução Nacionalista

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s