Aquele Desejo da Madrugada

As estrelas estavam lá,

a lua estava lá,

as palavras sumiram

e o prazer se aconchegou!

 

Ao sentir teu corpo colado ao meu,

senti sensações,

que jamais sentirei

com outros corpos femininos.

 

Seu jeito de me possuir,

me tornando um objeto de teu prazer,

um simples e mero mortal

se deliciando dos prazeres divinos.

 

Me provoque,

Me xingue,

Me arranhe,

faça de mim, teu escravo sexual.

 

Aos espíritos da noite

que te doma…

doma-me

e alimente teu ego.

 

Faço tudo o que quiseres!

Sou ninguém perto de tamanha loucura.

A noite é uma criança,

e vos é um intrínseco desejo de minha alma.

 

 

No ressoar da madrugada,

vejo que não passa de um sonho,

tamanho e cruel sabor

de tuas emoções mais sacanas.

 

 

Sonho contigo

de maneira pura e infernal.

Me leva ao bem e ao mal,

nesse incrédulo momento.

 

 

Ainda irei ter teu corpo,

ainda terás minha alma…

Serás mistério de meu inconsciente

até o dia que me tornar réu de teu sadismo.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s