Argentina Fora da Copa?

Nesta terça-feira (10), podemos ser testemunhas de um fato que ocorreu pela última vez em 1970, ver a Argentina não ir a uma Copa do Mundo. Naquele ano, no jogo decisivo contra o Peru, em Buenos Aires, no La Bombonera, os argentinos empataram e viram seus rivais irem ao Mundial do México, enquanto a Argentina se viu pela primeira vez ELIMINADA da Copa.

48 anos depois, a Argentina nunca se viu em uma situação tão complicada como do que vívida em 1969. Se antes de começarmos as Eliminatórias, a desconfiança era diante a seleção brasileira, os Hermanos conseguiram superar qualquer expectativa pessimista sobre sua seleção e chegaram a última rodada fora da zona de classificação para a Copa e precisando vencer em Quito, o Equador, e de uma combinação de resultados favoráveis, em outros jogos, para irem à Rússia em 2018.

 

A campanha em nenhum momento foi boa. Logo na primeira rodada, os Argentinos caíram para o mesmo Equador em Buenos Aires. Alias, os argentinos tiveram o maior número de fracassos em casa desde que as Eliminatórias Sul-Americanas passaram a ser em Ponto Corridos para Copa de 1998. Nunca a Argentina fez tantos poucos gols, uma média inferior a 1 por jogo, já que marcou 16 gols em 17 jogos. Isso sem falar nos recentes empates, principalmente contra a Venezuela em casa.

 

No caso da Argentina ficar fora da Copa, alicerçar toda a culpa em Messi seria uma das maiores injustiças da história. O capitão e craque da equipe nunca fez corpo mole, jogou de salto ou qualquer referência do tipo, porém o jogo com seus companheiros não encaixou, principalmente com o centro-avante fixo, onde já teve como parceiro Higuaín, Pratto e, por último, Benedetto. Messi sempre demonstrou vontade e qualidade, mas isso nunca se tornou números em campo nesta Eliminatórias.

 

Além disso, os resultados da seleção podem está refletindo a bagunça que está o futebol na Argentina. O país já mudou de calendário, formato de campeonato e até enfrentou uma greve de atletas, isso sem falar em todo o chafurdo político existente em torno do cargo de presidente da AFA e na falta de continuação no cargo de treinador da seleção, alterado em 3 oportunidades nessas Eliminatórias (Martino, Bauza e Sampaoli).

 

A Argentina fez uma “força monstruosa” para ficar fora da Copa, mesmo tendo uma das melhores gerações de sua gloriosa história, e pode acabar conseguindo o que tanto quer. Parabéns a todos os envolvidos nesse desastre futebolístico!

 

Messi - Argentina

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.