Molejo – Cilada

 

Letra:

Quase morri do coração
Quando ela me convidou
Pra conhecer o seu apê
Me amarrei, demorou
Ela me usou o tempo inteiro
Com seu jeitinho sedutor
Eu fiz serviço de pedreiro,
De bombeiro, encanador
Inocente, apaixonado
Eu tava crente crente
Que ia viver uma história de amor
Que cilada, desilusão
Ela me machucou
Ela abusou do meu coração
Não era amor, ôh, ôh
Não era
Não era amor, era
Cilada
Não era amor, ôh, ôh
Não era
Não era amor, era
Cilada cilada cilada cilada
Cilada cilada cilada cilada
Quase morrendo de cansaço
Pálido e me sentindo mal
Me trouxe um wisky bem gelado
Me fez um brinde sensual
Aquele clima envolvente
Acelerou meu coração
Chegou um gigante de repente
grintando: sujou, te peguei Ricardão
Compositores: Delcio Luiz Da Silveira / Ronaldo Silva

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.