Capítulo Anterior

Após toda a polêmica envolvendo o futebol, o povo sandeiro iria enfrentar o período mais quente das Eleições, as prévias partidárias. Em Sanders, os 6 partidos não podem indicar o seu candidato, sempre tem que haver um prévia com, no mínimo, 2 candidatos, e em caso, de um candidato vencedor não alcançar 50% dos votos do partido, ocorre segundo turno. Esse período, normalmente, ocorre em 2 meses, comumente, de Fevereiro à Abril. Todo ano eleitoral, dia 7 de Maio, todos os partidos já devem entregar seus candidatos.

 

Para os cargos legislativos, isso também ocorre, já que as Eleições legisltativas em Sanders ocorre no sistema distrital, onde cada distrito indica seu representante para uma das casas.

O sistema distrital em Sanders ocorre assim:

  • Para Vereador, a cidade é dividida em diversos distritos, de acordo com a faixa populacional, assim podemos ter distrito em único bairro ou em uma fusão de vários bairros. O número varia por cidade, mas o mínimo é de 5 e o máximo de 20.

 

  • Para Deputado Provinciano, ocorre o mesmo que para Vereador, mas no caso, troca-se bairros por cidades. O número varia por Províncias, mas o mínimo é de 20 e o máximo de 32.

 

  • Para Deputado Nacional ou Federal, a Província é dividida em 5 distritos, onde cada distrito elege o seu representante. O número fixo de deputados por província visa diminuir o poder de uma única província em decidir as questões nacionais, assim todas as províncias se igualariam.

 

O mandato de todos os membros do poder em Sandeiro é de 5 anos, com exceção aos senadores, que possuem 10 anos de mandato. Cada Província tem somente 2 senadores, onde cada um é eleito em uma eleição.

As eleições ocorrem na seguinte faixa de tempo:

Anos terminados em 0 e 5 – Eleições Nacionais (Presidente e Deputado Nacional)

Anos terminados em 1 e 6 – Eleições Provincianas (Governadores, Senadores e Deputados Provincianos)

Anos terminados em 2 e 7 – Eleições Municipais (Prefeitos e Vereadores)

Anos terminados em 3 e 8 – Referendos

Anos terminados em 4 e 9 – Sem eleições

Nenhum candidato pode ter vínculo de cargo, ou seja, se for eleito deputado, não pode concorrer a prefeito, por exemplo. Caso concorra, terá que abdicar do cargo e só poderá retornar a este em uma nova eleição. A única exceção são aos Senadores e caso concorra a presidência.

 

Não existe reeleição em nenhum cargo e se já cumpriu mandato em um cargo, só poderá concorrer em outro, independente do período de tempo entre estes. Assim, evita-se que surja o “Político Profissional”

 

Em caso de Impeachment em qualquer mandato do executivo, o vice assume imediatamente, porém em 2 meses, ele passará por um “Referendo de aprovação” da população, onde deverá alcançar 2/3 dos votos positivos para se manter no cargo, caso não consiga, o Presidente da casa legislativa referente ao grau político (Senado, Assembléia Legislativa e Câmara dos Vereadores) convoca uma eleição em 60 dias, onde no 30 primeiros ocorre a prévia, nos 30 seguinte a campanha. Em caso, seja necessário, o Segundo Turno, este ocorre apensa uma semana após o primeiro turno. O eleito fica no cargo até encerrar o mandato oficial iniciado pelo político cassado. Caso o impeachment, ocorra no último ano de mandato, o vice assume definitivamente. Em nenhum dos casos, nem o “tampão”, nem o “vice” poderão concorrer novamente aquele cargo.

 

Toda votação em Sanders é facultativa, e toda eleição só é válida, caso 1/3 dos eleitores se façam presentes às urnas.

 

Os partidos possuem planos ideológicos tão bem traçados, que é possível colocar estes em uma linha reta, sinalizando bem o plano político que eles possuem.

Linha Política - Sanders - Dexaketo

Algo bem traçado também são seus códigos eleitorais, e como as disputas legislativas são distritais, logo o povo sandeiro não precisa decorar outros números, além destes.

Códigos Partidários - Sanders - Dexaketo

Pela lei eleitoral sandeira, é impossível se filiar a outro partido, somente em caso de expulsão decorrente de problemas políticos e não criminais.

Todo político envolvido em corrupção é afastado imediatamente do cargo pela Corte Suprema do país, só podendo retornar, se considerado inocente. Caso seja condenado, se torna inelegível para sempre, não podendo ocupar nunca mais um cargo público.

Em caso de saída de um deputado/vereador/senador de seu cargo, assume este, o segundo colocado na eleição distrital local. Não há “referendo de aprovação” nesse caso.

Partidos Sandeiros - Dexaketo

Os partidos que mais tiveram presidentes eleitos foram o PRU e o PS, sendo inclusive estes partidos conhecidos por terem o maior número de presidentes com melhor índices de aprovação. Até hoje, os trabalhistas e os Nacionalistas não elegeram presidente. No caso dos trabalhistas, a ditadura liderada pelo partido há 300 anos, ainda pesa e é usado sempre que o partido alcança o Segundo Turno. No caso dos Nacionalistas, eles são considerados herdeiros dos Desenvolvimentalistas, partido destituído em Sanders, por clara venda e compra de cargos e votos em seus mandatos, e isso dificulta ascender ao principal cargo nacional.

Até hoje, o único presidente “impeachmado” foi Otacílio Rodrigues, do Partido Comunista, que tentou instituir a ditadura de partido único, porém até deputados de seu partido votaram a favor de sua queda.

 

O presidente que ficou mais tempo no governo foi Gelinho (PRU) foram 25 anos à frente do país, para evitar sua própria reeleição, Gelinho criou a lei que proibia a reeleição. O mesmo foi o principal pelo fim da ditadura dos trabalhistas e pelo reascensão de Sanders como país da educação e dos esportes. A lei foi derrubada por seu sucessor e votou a vigorar, algum tempo depois, no mandato de Júlio Sales (PS) durante a Revolução Socialista, se mantendo até os dias de hoje em Sanders, cerca de 200 anos depois.

 

Para as eleições deste ano, que seriam nacionais, a grande questão eram as prévias, pois tinha partido com até 6 fortes candidatos ao cargo, como no caso do PRU. Para muitos, seriam uma eleição que as prévias poderiam definir o vencedor, pois a derrota de um candidato muito forte dentro dos partidos, poderiam levar o eleitorado apartidário a escolher outro nome de outro partido durante o voto. Outro detalhe relevante de Sanders é que cerca de 70% da população era filiada há algum partido.

 

No próximo capítulo, as prévias presidenciais e os fatores políticos que levarão a essas escolhas.