Capítulo Anterior

No dia seguinte, ao chegar do trabalho, o Prefeito apresenta sua filha à Eduardo e ele fica bobo. A tal Luana, filha do prefeito era a acompanhante do seu último dia na capital. Luana se assustou ao ver Eduardo e Eduardo ficou mudo. O prefeito “enchia a boca” ao apresentar sua vida – como chamava carinhosamente sua filha – afirmando que ela foi estudar Administração na Capital, para auxiliá-lo no controle das terras da família. Eduardo ficou perto de contar o que sabia da “vida”, mas percebeu que não era uma boa hora para aquilo. A felicidade do Prefeito era notória, seria muita “judiação” com o padrinho delatar a “putinha”. Todos foram jantar após a apresentação de Luana.

 

Já perto da hora de dormir, Eduardo entra no quarto de Luana e pergunta porque ela não conta o que fazia na Capital para seu pai. Luana disse para Eduardo não se meter, porque ele nada sabia da vida dela. Eduardo e Luana nunca haviam se visto até ali, já que Eduardo só via seu padrinho quando este ia na capital, e quando este ia não levava a família. Eles tinham quase a mesma idade, sendo Luana um pouco mais velha, sendo essa pouca diferença nos meses. Ele pergunta se ela era formada como falava para seu pai. Luana ameaça Eduardo, afirmando que se ele insistisse em “encher o saco”, ela o mataria. Eduardo afirmou que ali não era lugar para aquela discussão, mas que não tinha medo dela e que daria um prazo para ela falar o que fazia realmente na capital para o padrinho.

 

Na manhã seguinte, o Prefeito perguntou se Eduardo gostaria de trabalhar com Luana em sua clínica. Eduardo esbravejou e disse que não queria Luana lá. O Prefeito achou estranho o jeito que Eduardo retrucou e perguntou o que ele tinha contra Luana. Ela então retruca também e afirma que nunca iria trabalhar com um “Playboyzinho”. Eduardo quase afirma que ele que não fazia questão de trabalhar com “puta”, mas só afirmou que não tinha ido com a cara dela. O prefeito olhou para os dois e exigiu que eles contassem logo o que ocorria ali, caso contrário, os jogariam na sarjeta. Luana então afirmou que Eduardo era um ex dela, que eles tinha namorado na capital e que o fim não foi agradável. O prefeito riu e disse: “Só isso! Pois se ajeitem, porque agora são como irmãos! Deixem o passado para lá e convivam bem, pois ele não aceitaria pessoas da mesma família brigando!” Eduardo virou a cara e foi trabalhar. O prefeito novamente afirma algo: ”Ih, pelo que vejo, foi você quem terminou”, indagando sua filha. Ela confirma e volta para o quarto. O Prefeito depois da confusão foi para uma de suas terras, ver como estava por lá.

E agora, o que seria feito? Será que Eduardo entregará Luana? O que Luana irá fazer? E o prefeito, o que faria se descobrisse a verdade? No próximo capítulo!