Dois anos após o primeiro título Mundial, a seleção brasileira feminina de Handebol acabou caindo na primeira fase do Campeonato Mundial deste ano. Após 5 jogos no Grupo C, a seleção venceu somente a Tunísia, conquistando empates com Japão e Montenegro, além de perder para Dinamarca e Rússia. Com essa campanha, a seleção segue na Alemanha, onde ocorre o Mundial, porém jogará a President’s Cup, competição que define as equipes entre 17º e 20º.

Os comentaristas, e quem vive a modalidade, já declarava que o Brasil teria dificuldades na competição, devido a falta de uma preparação técnica e física correta para a disputa do Mundial, devido a problemas políticos ocasionados na CBH. Mas obviamente a eliminação ainda na 1ª Fase, foi uma surpresa, principalmente quando se olha para o elenco que compõe a seleção. Aliás, ao ver os nomes e os jogos da seleção, fica bem claro, que o problema não foi técnico e nem a ponto de questionar tecnicamente as atletas, mas sim a ausência de um algo mais, que pode ter ocorrido pela ausência de um pouco mais de cuidado da Confederação com sua seleção.

O mundial segue, mas a seleção fica pelo caminho. Infelizmente.