Que a dádiva do amor me beije,

me conquiste a ponto de cegar-me

de me ennlouquecer

e me deixar sem entender o que é são.

 

Quero um amor fora do comum

que não obedeça rótulos,

que não siga a receita do facebook

ou qualquer teoria sobre a questão.

 

Não quero algo comum,

igual ao que todos tem e reclamam.

Não quero posse, quero amor,

quero gostar sem necessidade de exigir.

 

Quero um abraço, quando quiser me dar um abraço,

quero um beijo sincero e longo,

quero sentir e não raciocinar,

quero amar como o verbo me permite.