Brasil Mostra Tua Máscara!

Hoje justificam truculência

como sinceridade.

Cantam ruim,

mas dizem que não escutamos

por preconceito.

 

A direita é cega,

a esquerda é surda!

Os nobres são mesquinhos

e a favela se camufla.

 

Ninguém é honesto,

todo mundo é mascarado.

É um jogo de poder

num Brasil largado.

 

A favela ecoa o nome de um ladrão,

os condomínios pedem um terrorista…

O Brasil hoje é de uma pobreza lamentável,

é sertanejo ou funk, para ser artista.

 

 

Qualquer coisa é preconceito

menos quando é preconceito de verdade.

No Brasil, em que o povo trabalha só por dinheiro

só enriquece se tiver amizade.

 

Aqui o talento está em segundo lugar,

em terceiro, quarto ou até em último.

O que vale é bajular

ou fazer um clipe emperiquitado.

 

Um poema revoltado

para um país que detesta pensar.

Querem dançar ouvindo Renato Russo

e com Mc Serginho, filosofar.

 

Encerro esse poema

para expressar minha depressão.

Não vou embora do Brasil

essa terra que para ganhar

tem que ser ladrão ou babão.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.