Após reunião na noite desta quarta-feira (28) entre os membros da LIESA (Liga Independente das Escolas de Samba) ficou definido que Grande Rio e Império Serrano permanecerão no Grupo Especial. A “virada de mesa” ocorreu sob a justificativa que a Grande Rio não podia perder décimos no quesito “Alegorias. E Adereços” por desfilar sem um carro, mas no quesito “Enredo”.

Com a permanência das duas escolas, o Grupo Especial passa de 13 para 14 escolas em 2019, já que a Viradouro tem seu acesso garantido pelo título da Série A de 2018.

Essa mudança pode alterar de fato o número real de escolas no Grupo Especial, já que uma corrente propõe que o Carnaval Carioca permaneça com 14 escolas, ao invés do número de 12, instituído como ideal desde o fim da década de 2000.

Novas reuniões definirão sobre rebaixamento e acesso para 2019, de certo, somente a permanência da Grande Rio e do Império Serrano.