Depois de 11 anos, Messi, eleito 5 vezes melhor do mundo, está fora da lista final dos melhores do Mundo da FIFA. A lista final tem o português Cristiano Ronaldo, o egípcio Salah e o croata Modric.

Apesar do título espanhol e da Copa do Rei na última temporada, Messi não apresentou o mesmo futebol que o colocou como figurinha carimbada nas últimas 11 disputadas de melhor do mundo, ficando isso evidente nos jogos da Copa do Mundo, pela Argentina, e da UEFA Champions League, principalmente nos jogos decisivos, como contra a Roma nas Quartas.

Sem Messi, 2018 marca o fim de uma era, onde o título de melhor do mundo ficou bipolarizado entre o argentino e o português Cristiano Ronaldo. Entre 2008 e 2017, Cristiano Ronaldo e Messi revezaram nas duas primeiras colocações do prêmio, e em 2007, Messi e Cristiano Ronaldo estiveram na Final junto com Kaká, eleito o melhor do mundo daquele ano.