Raquel era uma mulher desejada por todo tipo de pessoa, dos carecas gordinhos cearenses às Loiras fitness europeias. Ela era o tipo que chamava a atenção por onde passava e não apenas por sua beleza, mas por saber se impôr, apenas com um simples caminhar ou um cativante sorriso. Ela tinha o homem que queria, pois nenhum era capaz de resistir a aquele monumento de mulher!

Um certo dia, ao caminhar pela Beira-Mar, em Fortaleza, ela vira um moço passando pela ciclofaixa e logo o desejou, mas não sabia como fazer para encontrá-lo, porém até o destino não resistia a ela, fazendo o tal moço parar na banquinha de água de coco perto de onde ela estava. Ela, rapidamente, se direcionou a tal banquinha, fingindo está atrás do coco. Com todo o charme que Deus a deu, ela começa a puxar assunto com tal moço, sendo que este apenas respondeu a uma das perguntas, a de seu nome, Dátolo. Para as demais perguntas, ele se limitou a uma breve risada. Ao ver este indo embora, Raquel decidiu que iria “pegá-lo”. O moço da banquinha a ouvir o pensamento alto de nossa mocinha, perguntou se não podia substituir o tal do Dátolo, ela “delicadamente” pega o “rebola” na direção dele, ao desviar deste, o vendedor de Coco percebeu que a morena não aturava “piadinhas” em sua direção.

Ao chegar em casa, à noite, vestida somente com um curtíssimo pijama, Raquel ficava pensando em como descobrir aonde encontrava o “boy” que havia a deixado no desejo. Mas como já dito anteriormente, o destino não resistia a seus charmes e imediatamente colocou o tal “boy” nas “amizades sugeridas” do facebook. Ela, imediatamente, fez o pedido de amizade, e teve a tal resposta positiva que tanto desejava.

E agora, o que acontecerá?