Capítulo Anterior

Ao chegarem no Motel Le Chalet, não demorou muito para que Ellen e Dátolo começassem a devorar Raquel. Enquanto, ele a despia por cima, ela a despia por baixo. Enquanto as mãos dele a acariciava, a boca dela a fazia delirar de prazer. Deitada e completamente nua, Raquel sentia a força do tesão de Dátolo, quando ele entrava deliciosamente dentro de seu íntimo, além disso, enlouquecia ao dar prazer à Ellen com sua língua, prazer esse que fazia Ellen gemer absurdamente. Os três não paravam de inventar posições e executar movimentos que faziam os três gozarem incontáveis vezes.

Depois de algumas horas, Ellen se aproveitou de um breve momento de sono de Dátolo para sozinha com Raquel fazer tudo o que desejava fazer. Ao despertar, Dátolo viu Ellen e Raquel enlouquecerem de tesão, o que o fez pensar que poderia entrar no jogo também, o que elas não permitiram. Enfurecido, Dátolo resolveu ameaçar as duas, caso ele não participasse daquele momento. Ellen, então, o acalma com um impecável oral. Após gozar, Dátolo pede desculpas e dar as duas a tal liberdade para aproveitarem o momento.

Com mais de dez horas de muita putaria, os três resolvem retornar as suas vidas normais, mas cientes de que aquilo poderia acontecer outras vezes.

Alguns dias depois, Dátolo liga para Raquel e a convida para mais uma noite de prazer, mas diferente do que aconteceu antes. Ellen havia viajado, e ele queria muito ter um momento só com ela, mas sem que Ellen soubesse. Apesar de ter interagido mais com Ellen, Raquel ainda desejava Dátolo só pra ela e resolveu aceitar o convite.

O que aconteceria depois, seria trágico…