Quem diria,

Que algum dia,

Esse Docinho de pessoa

Iria me conquistar!

Foi de repente,

Quando percebi,

Estava mergulhado

Nessa saborosa paixão.

Ela não era um Docinho,

Era um pote todo de açúcar,

Diante a doçura de seu olhar!

Seus beijos, seu prazer…

Haja, insulina,

para tanta glicose de amor!