A Turma – Capítulo 3

Capítulo Anterior

Chegando na escola, Leazinha encontra Daniel chorando. Ela pergunta o que houve, Daniel afirma que Jon chegou nele e disse que ia acabar com o romance entre ele e Leazinha, pois Leazinha era dele, e se fosse necessário mentir para tê-la, ele faria isso. Leazinha indignada, abraçou Daniel e afirmou para Jon que não queria mais saber da amizade dele, já que ele queria algo mais. Jon completamente puto, diz: “Fica com ele, sua abestada! Não ver que esta é a desculpa mais esfarrapada que há… mas deixa, nem sei porque fiz isso.” Jon sai de lá nervoso, sem querer falar com ninguém. Daniel e Leazinha caem nos beijos após Jon se retirar dali.

Algumas semanas depois, Carol chega mais cedo e resolve ficar pela quadra vendo o povo jogar bola. De repente, ao olhar pro lado, por acaso, ela ver Daniel aos beijos com a novata do turno da manhã. Ela fica revoltada e resolve que dirá para Leazinha quando a ver, Jon chega, pega Carol pensando alto e diz para ela que dizer qualquer coisa do “bonitinho” para “bonitinha” não ia dar em nada. Daniel, ao ver, os dois, dar um sorriso e faz um gesto de chifre com as mãos para eles. Davi chega e também presencia a cena, porém, um negão daquele tamanho não teria a mesma frieza dos outros, ele corre até Daniel, e o enche de porrada. Quem está lendo, pode vibrar, aquele idiota merecia cada soco de Davi. Porém, Davi esqueceu que era Negão em colégio de brancos, logo parou na diretoria e pegou uma bela suspensão, só não foi expulso, porque seu pai era um importante Deputado da Província de Ruanel.

Leazinha chega no colégio junto com sua irmã Luiza, ela fica chocada ao ver Daniel quase desconfigurado (mais 10 segundos de porrada, ele teria conhecido o paraíso mais cedo), pergunta o que houve, ele disse que Jon havia convencido os outros que ele ficava a traído. Luiza acha estranho aquilo, ela conhecia Jon, não acreditava que ele seria capaz daquilo. Leazinha lembrou do ocorrido há algumas semanas, e acreditou novamente no arrombado do Daniel. Luiza vai atrás dos outros para saber a história real, mas antes precisava ir pra aula, pois já se encontrava atrasada. Em sua sala, ouviu buchichos sobre “A grande chifruda” e ficou chocada ao saber que a escola toda sabia quem era Daniel, menos Leazinha. Ela precisava salvar a irmã dela daquele idiota. Porém, o pior ocorreu quando Davi voltou da suspensão. Leazinha partiu para cima de Davi e afirmou que não queria que ele acreditasse nas “besteiras” que Jon falou sobre Daniel. Davi disse que bateu em Daniel, porque ele, além de trair uma de suas melhores amigas, ainda caçoava fazendo “chifrinho”. Leazinha riu e disse que todos estavam loucos. Davi suspira e lamenta: “Minha bichinha vai sofrer tanto. Vou precisar me controlar diante aquele olho verde maldito.”

Na semana seguinte, Luiza estava no fim do corredor do segundo andar do colégio, em uma espécie de janelão que dava vista para a quadra do colégio. Dali, ela ver Daniel aos beijos com uma menina do sexto semestre. Imediatamente, Luiza desce as escadas e chama Leazinha, que já estava a entrar na sala. Ela puxa a irmã e a leva até o janelão. Leazinha perguntava o que era, Luiza não dizia nada, só que era urgente. Ao chegarem lá, Leazinha só viu Carol empurrando Daniel. Leazinha afirma que estava cansada desses amigos. Luiza grita com Leazinha:

“Tu sabe o que tua amiga tá fazendo ali, grande chifruda? Ela estava brigando com o arrombado do teu namorado que estava aos beijos com a Ana do sexto semestre! Até quando você vai fingir que os outros estão ‘armando’ para o fim de seu namoro, quando, na verdade, você é chamada por todo colégio, como a ‘Grande chifruda’. Acorda, sua lesada! Vai lá, briga com a Carol, como fez com o Jon ou com o Davi… Abestada!”

Luiza sai dali revoltada, sem querer olhar na cara de Leazinha, que fica parada e pensando no que sua irmã havia falado. Ela resolve voltar ao janelão, e de lá, ver Carol saindo revoltada da quadra, e ver Ana perto do local em que estava ocorrendo a “briga”. Completamente quieta, ela ainda ver Ana encher Daniel de porrada, enquanto ele apenas ria. Ana sai da quadra. Daniel se arruma e vai para aula. Leazinha resolve ir para a aula como todos os outros, porém no caminho do segundo andar para o primeiro andar, ela percebe que as pessoas a olhavam como se quisesse caçoar dela. Parece que depois de semanas, Leazinha estava percebendo algo.

No final daquele dia, Luiza estava aos prantos na quadra, quando Jon chega e tenta a consolar. Luiza disse que era muito difícil ver todo o turno da tarde rindo de sua irmã. Jon abraça Luiza e disse que também é difícil ver que todos que gostam dela, tentaram abrir os olhos dela e ela se negando. Naquele “mar de sentimentos”, o abraço de Jon e Luiza começava ir além de consolo pela situação de Leazinha. De repente, os dois começavam a se beijar. O moço de São Felipe perdia o “BV” com aquela que ele julgou como “cunhada”. Eles riem do que acontece ali, mas resolvem seguir se beijando. Jon esquecia a ideia inicial de fazer Luiza de sua cunhada. Os dois ficaram ali um bom tempo. Após muitos beijos, sorrisos e buchichos, eles presenciam Daniel levando outra menina para o já famoso “abatedouro”. O abatedouro era uma sala velha que era usada apenas como depósito de cadeiras quebradas, mas que Daniel usava para “pegar com mais liberdade” as meninas. Não só ele, mas muitos jovens daquela escola. Luiza afirma para Jon, como alguém ainda fica com Daniel, pois todos no colégio sabiam que ele tinha namorada e que ficava com todas ao mesmo tempo. Jon arregala os olhos e Luiza se assusta, ela pergunta o que houve. Jon aponta e diz: “Leazinha está indo furiosa em direção ao abatedouro!”.

E agora?… Próximo Capítulo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.