Tentei esquecer quem eu sou,

Tentei fugir de mim,

Tentei ser o que mundo precisa

e calei minha alma.

Minha alma gritava por liberdade,

mas a vida impôs tantas grades,

que nem a mais forte vontade

conseguia me libertar de mim!

Sonhos… sumiram!

Desejos… acovardaram!

Eu… Desapareci!

A felicidade não existia…

Nada existia…

Eu era uma ficção minha!