Essa vida costuma aprontar algumas,

e só nos resta sorrir ou chorar,

diante as surpresas do dia-a-dia.

É tudo muito simples,

mas se torna complicado,

diante os nossos próprios dogmas.

Gostamos do eterno, do infinito…

Apesar de nossa mesquinhez vital.

Nos apegamos ao pequeno

e esquecemos da grandeza ao redor de nós.

Ninguém jamais acordará!

O mundo nos faz dormir!

A eternidade está logo ali,

mas tem o aqui para viver antes!